Artigos

Como lidar com a sensação de formigueiro

Todos nós em algum momento já sentimos aquela sensação de ter os pés e mãos adormecidos. A essa sensação chamamos de formigueiro, pois a sensação é igual à de termos formigas a andar no nosso corpo. O formigueiro não é doloroso, mas é incómodo. E a sensação não dura muito tempo, basta movimentar a parte na qual sentimos o formigueiro.

sensação de formigueiro nas pernas
Sensação de formigueiro nas pernas

Para entendermos o porquê de sentirmos esse formigueiro, é preciso saber que o nosso corpo é formado por nervos, que trabalham com o intuito de transmitir informações entre o cérebro e os órgãos do nosso corpo. Assim, quando exercemos demasiada pressão sobre uma das pernas ou um dos braços, acabamos por comprimir os nervos que estão situados nessas partes. Da mesma maneira, quando os vasos sanguíneos que alimentam esses nervos são comprimidos, o nosso cérebro deixa de receber informações, fazendo com que a circulação sanguínea seja interrompida.

nervos comprimidos
Artérias e nervos comprimidos

Essa sensação de formigueiro é conhecida como parestesia, e pode ser momentânea ou ser um sinal de que algo não está certo com o nosso corpo. Pode ser sinal de diabetes, hipertensão e até enfarte. Por isso, é importante ficar atento aos sinais que o corpo dá, e procurar um médico se assim achar necessário.

Sintomas que podem indicar maior gravidade:

  • ​​Alteração da sensibilidade;
  • Mudança da cor da pele na região afetada;
  • Dor;
  • ​Diminuição da força.

A gravidade do formigueiro não depende apenas do local acometido, mas também da intensidade e da frequência do mesmo.

O formigueiro acontece, por exemplo, devido a erros de postura, ou quando ficamos demasiado tempo na mesma posição, mas essas situações são fáceis de resolver. Cruzar as pernas, sentar na cadeira com o corpo inclinado para a frente, digitar no computador sem apoio para os braços, ou até mesmo dormir com os braços pressionados, são exemplos de situações que causam formigueiro e que podem ser evitados com atitudes simples.

Tratamento

O diagnóstico correto é de fundamental importância. Ao perceber que a sensação de formigueiro se tornou frequente, é necessário procurar um médico para avaliar o caso. O tratamento inicial conta com medicamentos para alívio da dormência e descompressão dos nervos e, sessões de fisioterapia.

Uma alimentação rica em vitaminas do complexo B pode ser eficaz contra o formigueiro – carne, fígado, ovos, leite, sementes e cereais integrais, folhas escuras e queijo são alguns dos alimentos que trazem esses benefícios, além disso, pessoas que costumam beber muito podem sofrer mais com esse problema porque podem ter problemas de deficiência de vitaminas.

Além disso, é possível aliviar essa pressão dos nervos com o uso do infravermelho longo aplicado em roupas. A Bionz produz uma tecnologia IVL, impregnada nas fibras do tecido têxtil  capaz de auxiliar no relaxamento ou dilatação das artérias, contribuindo desta maneira para um melhoramento do fluxo sanguíneo. Assim, as roupas com infravermelho longo acabam por ajudar no alívio de todos aqueles que sofrem com formigueiro.

tecido têxtil  capaz de auxiliar no relaxamento
Meias Inteligentes
tecido têxtil  capaz de auxiliar no relaxamento

Meias de Descanso Inteligentes

 

Fontes:

https://www.einstein.br/noticias/noticia/formigamento

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/03/formigamento-pode-ser-sinal-de-ma-postura-e-tambem-sintoma-de-doenca.html

https://www.mdsaude.com/reumatologia/fibromialgia

https://vascular.pro/artigo-vascular/formigamento-nas-pernas

https://pontosdevista.pt/2016/03/18/formigueiro-nos-pes-ou-nas-maos-eis-sete-causas-possiveis/

https://www.atlasdasaude.pt/publico/content/pernas-pesadas-cansadas-ou-inchadas-nao-ignore-estes-sintomas

https://www.bionz.pt

O que devemos saber sobre a hipertensão

A hipertensão arterial (HTA) continua, em pleno século XXI, a ser o mais prevalente e importante fator de risco para acidentes-cardiovasculares (ACV) em todo o mundo. É uma condição do organismo caracterizada por níveis elevados e constantes da pressão arterial, que corresponde a valores iguais ou superiores a 140/90mmHg. De uma forma mais geral deve-se considerar também as adequações deste nível de acordo com a faixa etária. A pressão arterial tem duas medidas: a pressão arterial sistólica ou “máxima” e a pressão arterial diastólica “mínima”. A primeira, diz respeito à pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias quando o coração está a bombear sangue, enquanto que a segunda indica a pressão que o sangue exerce nas artérias, quando o coração está relaxado.

A hipertensão é um problema de saúde pública mundial e estima-se que afete a vida de cerca de um bilião de indivíduos. É considerada um dos principais fatores de risco para a ocorrência de eventos cardiovasculares, que são a principal causa de morte no país. De acordo com estudos realizados, estima-se que a nível da Europa, 30-45% da população tem HTA e Portugal não é exceção a estes números. Num inquérito realizado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), em Portugal, a HTA afeta cerca de 26,9% da população, com prevalências de mais de 70% em indivíduos acima dos 65 anos, e de 6% em indivíduos entre os 25 e os 34 anos.

Segundo a Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPA), os doentes com hipertensão têm maior risco de morte ou desenvolvimento de determinadas doenças, como: insuficiência cardíaca, acidentes vasculares cerebrais (AVC), enfarte do miocárdio, insuficiência renal ou perda gradual da visão. No entanto, a HTA é definida por graus, de acordo com os valores de Pressão Arterial (PA) encontrados, sendo que os graus são importantes para definir a gravidade da doença e orientar a sua abordagem. Segue a tabela abaixo as definições e classificações da pressão arterial:

Fonte: Sociedade Portuguesa de Hipertensão

Quais os sintomas

Níveis apropriados de pressão são importantes para a manutenção do funcionamento adequado do corpo e de órgãos como cérebro, coração e rins.  Em geral a HTA não provoca quaisquer sintomas nos primeiros anos da doença. Em alguns casos pode manifestar-se através de sintomas como cefaleias, tonturas, mal-estar, visão desfocada, dor no peito ou sensação de falta de ar, sintomas estes que são comuns a muitas outras doenças. Como a elevação da pressão causa poucos sintomas nos estágios iniciais da doença, muitas pessoas que possuem o problema ficam subdiagnosticadas. A detecção precoce, seguida de um acompanhamento de saúde e tratamento adequados, são fundamentais para a prevenção de complicações e intervenções como cirurgias e tratamentos dialíticos.

Dicas práticas para diminuir o risco de HTA

A prevenção da hipertensão é a melhor maneira de evitar consequências indesejadas para a saúde.  Pode ser feita através da manutenção de hábitos saudáveis, como uma alimentação equilibrada com redução do consumo de sal, prática de atividades físicas, redução do peso de forma global e o consumo controlado de álcool.

A alimentação, além da redução do sal de cozinha (NaCl – Cloreto de Sódio) em níveis menores de 5 g por dia (2 gramas de Sódio) deve ser enriquecida por alimentos ricos em potássio sendo que alguns trabalhos também mostram melhores níveis de pressão arterial quando o potássio sérico (sanguíneo) está em valores ideais. O consumo de alimentos vegetais, como frutas, legumes e verduras, possui efeitos sensíveis na redução da mortalidade de forma geral e promove redução de peso, importante aliado na redução da pressão arterial.

Os alimentos industrializados, enchidos, caldos e preparações em pó e enlatados, na medida que possuem alta concentração de sódio, utilizado na conservação e aumento da vida média desses alimentos, devem ver o seu consumo reduzido.

Para além de todos os cuidados com a alimentação e a prática de exercício físico regular, existem ainda roupas com tecnologia capazes de ajudar na regulação da pressão arterial através da vasodilatação e consequente melhoria do fluxo sanguíneo.  A Bionz aposta neste tipo de tecnologia para proporcionar maior bem-estar e saúde aos  seus utilizadores.

1º de maio, Dia do Trabalhador

Hoje é o dia do trabalhador, homens e mulheres saem das suas casas para trabalhar e seguir o dia a dia à procura de uma vida melhor. O dia do trabalhador é celebrado anualmente no dia 1 de maio em vários lugares do mundo. Na maioria dos países, a data é considerada feriado nacional. Mas vamos entender de onde vem esta comemoração, e o porquê desta data ser celebrada nos quatro cantos do planeta Terra.

Tudo começou em 1886, quando trabalhadores de Chicago, nos Estados Unidos, fizeram uma manifestação nas ruas da cidade reivindicando a redução da carga horária de trabalho, de 13h para 8h diárias. Neste mesmo dia, os trabalhadores americanos fizeram uma greve geral no país. Estes protestos ficaram conhecidos como a Revolta de Haymarket. Nos dias seguintes, manifestantes e polícias entraram em conflitos, o que resultou na morte de alguns envolvidos e em dezenas de feridos.

De acordo com o advogado do trabalho Geraldo Filho, trabalhador, é todo aquele que presta serviços pessoalmente a alguém em troca de remuneração. A relação de trabalho engloba todas as formas jurídicas de contratação do trabalho humano, incluindo a dos serviços públicos, a dos empregados, a dos trabalhadores pontuais, a dos trabalhadores autónomos, entre outras. Trata-se de um meio de sobrevivência da grande maioria da população mundial.

O objetivo do feriado é celebrar as conquistas dos trabalhadores ao longo da história. No dia 20 de junho de 1889, em Paris, a central sindical, convocou trabalhadores para manifestar e lutar pelas 8h diárias de trabalho. Em 23 de abril de 1919, o senado francês aprovou o período de 8h diárias de trabalho, e proclamou o dia 1 de maio como feriado nacional.

Em Portugal, os trabalhadores assinalaram o 1 de maio logo em 1890, o primeiro ano da sua realização internacional. Mas as ações do Dia do Trabalhador limitavam-se inicialmente a alguns piqueniques de confraternização, com discursos pelo meio, e a algumas romarias aos cemitérios em homenagem aos operários e ativistas caídos na luta pelos seus direitos laborais.

Com as alterações nos sindicatos que representavam os trabalhadores portugueses, e com o fim da Monarquia, e ao longo da I República, o 1 de maio ganhou também características de ação de massas. Até que, em 1919, após algumas das mais marcantes lutas do sindicalismo e dos trabalhadores portugueses, foi conquistada e consagrada na lei o período de oito horas para os trabalhadores do comércio e da indústria.

O marco da luta da classe operária que ficara na história de Portugal, foi sem dúvida a revolta dos assalariados agrícolas dos campos do Alentejo, que tiveram o seu grande impulso no dia 1 de maio de 1962, quando mais de 200 mil operários agrícolas que até então trabalhavam de sol a sol, participaram nas greves realizadas e impuseram aos agrários e ao governo de Salazar o período de oito horas de trabalho diário.

Outro marco importante foi sem dúvida em maio de 1974, oito dias após a revolução do 25 de Abril, quando os trabalhadores puderam ir à rua comemorar o 1 de maio sem a repreensão da polícia como era feito no período da ditadura. No monumento aos mártires de Chicago está escrita a seguinte frase: “Um dia o nosso silêncio será mais poderoso do que as vozes que hoje vocês sufocam”. Então, que sejamos capazes de fazer com que este silêncio se torne ensurdecedor e a chama da luta da classe trabalhadora não se apague nunca!

Parabéns a todas as trabalhadoras e todos os trabalhadores pelo seu dia! A Bionz está consigo, trabalhador, para o ajudar a cumprir os seus objetivos e seguir adiante com o seu dia a dia.

O transtorno da ansiedade

A Bionz acredita fielmente na importância do bem-estar das pessoas e, para ajudar a compreender determinados traumas emocionais, colocamos o fator ansiedade em questão. O sentimento de ansiedade é algo que afeta a maioria da população em algum momento da sua vida, seja na ida para uma festa, numa viajem ou numa promoção no trabalho, o problema é quando a inquietação e agitação causam impacto na nossa saúde.


Ansiedade

Imagine que, dentro de algumas horas, fará uma entrevista para o cargo que sempre sonhou. Enquanto se prepara, o coração fica acelerado, falta o ar, sente suores e, como se isto não bastasse, forma-se um turbilhão de questões e pensamentos na sua mente. Estamos diante de um clássico episódio de ansiedade, sentimento que aflige cerca de 16,5% dos portugueses, segundo Diogo Telles Correia, especialista em Psiquiatria.

Especialistas explicam que a ansiedade é uma característica normal do ser humano, manifesta-se como uma sensação de alerta a uma situação desconhecida. Transforma-se em doença quando o sistema de alarme do nosso cérebro é ativado constantemente, por situações banais, sendo isto normalmente atribuído a uma desregulação no nosso sistema nervoso. É uma falsa previsão de que algo mau vai acontecer, e está sempre associada à percepção do lado negativo das situações. É muitas vezes confundida com o entusiasmo e a excitação que têm, por sua vez, um carácter positivo, mas o que não deixa de a caracterizar como um transtorno derivado da ansiedade.

Podemos caracterizar várias categorias de doenças que estão relacionadas diretamente com a ansiedade e recebem a designação de perturbações de ansiedade, são elas: ansiedade generalizada, o pânico, as fobias, a perturbação e stress pós-traumático e o transtorno obsessivo compulsivo.


Dificuldades em concentrar-se

Os transtornos de ansiedade trazem dificuldades na vida pessoal e profissional e geram imenso desgaste físico, mental e emocional. A pessoa sente-se cansada devido à quantidade de energia do cérebro que é requerida e isso interfere diretamente na sua rotina diária. O quadro pode gerar outros problemas, como gastrite e dores crónicas, seja de cabeça, muscular ou nas articulações.

As crises de ansiedade não ocorrem apenas em quem possui transtorno de ansiedade. Em situações extremas, pessoas sem qualquer diagnóstico podem apresentar episódios de grande ansiedade. Uma forma simples, mas que na prática se torna difícil, é respirar fundo e tentar distrair o cérebro, seja dos pensamentos ou dos sintomas. É desviar o foco e a atenção, seja a olhar para o teto, olhar o chão e descrever o que está a ver, isso redireciona seu pensamento e concentração para outra coisa.

Os psiquiatras explicam que os transtornos considerados leves e moderados, podem ser tratados por meio de terapia e atividades físicas. Já nos transtornos de ansiedade graves são recomendados tratamentos medicamentosos e terapia, isso por causar sofrimento ao paciente.


Pratique atividade física

Após a prática desportiva ou simplesmente para o ajudar numa boa noite de sono, recuperando a sua calma e o seu bem-estar, para combater estes fenómenos de ansiedade, conte com a Bionz e com a sua tecnologia do Infravermelho Longo para o ajudar nessa missão.

Artrite Reumatóide

Já ouviu falar em artrite reumatóide? É uma doença inflamatória generalizada que afeta as articulações e outros órgãos. Em Portugal, estima-se que atinja 3 vezes mais mulheres do que homens, entre 50 a 60 mil portugueses, e qualquer pessoa de qualquer idade, incluindo crianças, podem sofrer de artrite reumatóide.

Esta é uma doença autoimune, o que significa que as células do nosso sistema imunitário acabam por atacar os tecidos do nosso próprio corpo como se estes fossem ameaças. A artrite reumatóide possui como sintoma principal a dor nas articulações, sendo que estas se apresentam quentes e inchadas. Esse quadro também é caracterizado pela rigidez e consequente dificuldade de movimentação das articulações, principalmente no período da manhã. As inflamações geralmente atacam os dois lados do corpo, de forma simétrica.


Assimetria das Inflamações

O diagnóstico é feito a partir de relatos do paciente, bem como através da análise do histórico familiar. Para complementação de diagnóstico, são pedidos exames de imagem e de sangue. Por ser uma doença progressiva, sem tratamento adequado, ela tende a piorar, causando deformidades. Essas deformidades são consequência da rutura de tendões e deterioração das articulações.

O tratamento baseia-se na utilização de medicamentos imunossupressores que diminuem a inflamação e controlam a resposta imune. Para diminuir a dor e a inflamação de forma mais imediata, são utilizados analgésicos e anti-inflamatórios. É importante ter acompanhamento constante de um profissional, uma vez que é uma doença sem cura e o seu tratamento funciona apenas como uma forma de a controlar.


Exercício físico adaptado

Além do tratamento médico, o exercício físico é essencial para o fortalecimento da musculatura do paciente. Ao contrário do que se pensa, o exercício quando adaptado ao caso do paciente, pode reduzir o cansaço e melhorar o seu vigor e a sua capacidade física, bem como a sensação de bem-estar. A orientação é não exagerar e fazer os exercícios de acordo com suas capacidades e sempre sob a orientação de um profissional.

As roupas inteligentes da Bionz com tecnologia IVL, são também uma ajuda preciosa nestes casos, isto porque nas fibras dos tecidos é incorporada uma tecnologia especial. Essa tecnologia consiste numas micropartículas que quando em contacto com o calor corporal são estimuladas e devolvem esse calor ao corpo sob a forma de infravermelho longo. Esta radiação, que é extremamente benéfica, é responsável por desencadear o processo de melhoramento da circulação sanguínea, permitindo um melhor funcionamento do organismo criando e condições para acelerar o processo de recuperação muscular e de ação anti-inflamatória, auxiliando na redução de inchaços e no alívio da dor. O uso das roupas deve ser feito de forma continuada para que se obtenham melhores resultados.

Roupas Inteligentes que emitem infravermelho Longo

Saiba mais no nosso site www.bionz.pt

O acompanhamento da doença deve ser sempre feito por profissionais qualificados que encontrem a melhor solução para cada organismo.

Más posições no trabalho

Os cuidados com a postura corporal são essenciais e devem ser aceites não apenas no trabalho, mas em todo e qualquer ambiente independentemente da atividade. Os vícios relacionados com a postura podem ser responsáveis por diferentes patologias, ao gerar desconfortos e, em muitos casos, problemas de saúde e afastamento das suas obrigações. Ao contrário do que muitos pensam, não basta ter uma boa alimentação e não perceber o que fazemos de errado com o nosso corpo, é necessário preparar o nosso físico para estar apto a viver a nossa rotina diária.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), depois da constipação e da gripe, as dores nas costas são a principal queixa dos trabalhadores, sendo uma condição que afeta 7 em cada 10 pessoas. Estas dores nas costas estão diretamente ligadas a uma postura incorreta e ao modo como nos sentamos e uma má postura adotada no dia a dia, causa desconforto e dores em algumas regiões do corpo como: coluna cervical (pescoço), torácica (meio das costas) e lombar (fundo das costas).

Conheça algumas causas mais comuns e como prevenir a má postura no trabalho.

  • Dores das costas:

Para quem trabalha muito tempo sentado a dor deve-se à falta de uma ergonomia correta. Uma mesa ou uma cadeira demasiada alta ou baixa, pode causar desconforto e dores nas costas.

Prevenção: O encosto da cadeira deve ser posicionado na curvatura da lombar, de forma a que a coluna se mantenha apoiada; levantar sempre que possível e movimentar o corpo, ajuda a evitar lesões e, por consequência, as dores.

 

  • Fadiga:

A fadiga é responsável pela queda de rendimento e diminuição da capacidade de concentração e rendimento no trabalho. É causada pelas jornadas excessivas de trabalho, muitas vezes sem intervalos, e stress, associados a outros fatores.

Prevenção: Pausas para alongamento, atividades que aliviam o stress.

 

  • Ler – Lesão por esforço repetitivo:

É uma das doenças mais comuns causadas pela má postura no trabalho, originada por movimentos repetitivos e tensão constante em determinadas zonas. Em estágios mais avançados, provoca espasmos de dor, impedindo até que a pessoa afetada consiga carregar objetos leves, como uma caneta.

Para aqueles que trabalham durante muitas horas de pé, as dores nas costas e nas pernas, formigueiro, fadiga, varizes e cansaço muscular são apenas alguns dos sintomas que surgem durante o expediente. No entanto, esses sinais podem se agravar e desencadear doenças como trombose e varizes.

Prevenção:

  • Use sapatos adequados;
  • Vista roupas leves e, de preferência, roupas inteligentes;
  • Alterne o peso do corpo;
  • Mude de posição;
  • Sente-se durante os intervalos;
  • Pratique atividades físicas;
  • Use meias de compressão;

Uma postura adequada oferece inúmeras vantagens no trabalho, tais como:

  • Melhora da qualidade de vida;
  • Aumento da eficiência do trabalho;
  • Diminuição da rotatividade no quadro de funcionários de uma empresa (aproveitamento da qualificação profissional);
  • Melhoramento da imagem do ambiente de trabalho;
  • Diminuição da fadiga e desconforto físico;
  • Diminuição do stress, favorecendo a estabilidade emocional do trabalhador;
  • Favorecimento da socialização do trabalhador junto ao grupo de trabalho;
  • Diminuição da incidência de doenças ocupacionais;

Considerando todos estes fatores mencionados acima, existe a preocupação com o bem-estar de todos e, por serem dores musculares, percebe-se a importância que devemos ter com a prevenção e recuperação do corpo. A tecnologia IVL que promove o alívio muscular, de certo, é um aliado poderoso que ajuda no cuidado com as más posições no trabalho. Esta tecnologia pode ser encontrada nas roupas inteligentes da Bionz, gerando benefícios em todo o corpo e consequente bem-estar.

 

Para saber mais sobre essa tecnologia aceda: www.bionz.pt 

22 de março Dia mundial da Água

Um dos quatros elementos básicos da natureza que constitui a matéria-energia para a sobrevivência do ser humano é a água. É no dia mundial da água que aproveitamos para enfatizar a atenção com os recursos hídricos. Os reservatórios subterrâneos sempre foram tratados de forma ilimitada, o que não deveria ser, uma vez que existe um enorme consumo de água pelas indústrias e pela população, resultando num mundo que recebe enormes quantidades de esgotos, detritos industriais e escoamento direto do urbanismo e áreas rurais. Estas atividades acabam por envenenar as águas naturais de superfície e subterrânea com produtos químicos contaminantes, incluindo o despejo de toneladas de lixos nos oceanos.


Poluição ambiental

A falta de planeamento ambiental e de saneamento básico, o crescimento demográfico mundial com o uso da água na agricultura e indústria além do uso de agrotóxicos, deflorestação em áreas de preservação permanente, ocupação e poluição de um manancial de recursos, especulação imobiliária e a produção de lixo, traz-nos o vislumbre de um futuro próximo onde a água pode deixar de ser apropriada para o consumo permanente ou até mesmo deixar de existir. É fundamental consciencializar a população de tamanha problemática mundial com o desprovimento de água. Elaborar projetos de educação ambiental com a orientação à adoção de medidas que evitem o desperdício, o uso inadequado e a degradação das reservas hídricas, sobrepõe alguns passos que promovem um uso mais sustentável da água no planeta.


Crescimento demográfico

A preocupação com os recursos hídricos tem envolvido a administração pública mundial, cenário comum a países pobres, os em desenvolvimento e aqueles ditos de primeiro mundo, pois todos convivem num só planeta. Desde os anos 80, conflitos internacionais surgiram em função dos recursos hídricos. De acordo com especialistas do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), a seca meteorológica registada no ano de 2018 em Portugal não resultou numa situação de seca generalizada para todo o país, do ponto de vista de seca hidrológica.


Secas históricas

A situação mais crítica de seca hidrológica em Portugal verificou-se na barragem de Fagilde, que já se sabia que era insuficiente para o abastecimento de concelhos de Viseu, Mangualde, Nelas e Penalva do Castelo. Hoje, o país sofre menos com o problema da seca do que há 20 ou 30 anos, porque foram construídos sistemas de armazenamento de água que, apesar de tudo, ajudaram a mitigar os problemas até agora. Portugal encontra-se bem adiantado com as infraestruturas que reduzem acontecimentos que prejudicam a qualidade desse recurso natural, no entanto, é preciso reforçar as intervenções da problemática seca associada com as erosões dos solos, particularmente relevante após os incêndios florestais, sendo preciso proteger os solos de linhas de água.


Consciencialização

Para tal, é importante que o indivíduo se veja como parte integrante do ambiente e saiba que por meio das suas ações é um agente modificador deste mesmo meio. Outro aspeto é o de que ele precisa de se sentir elemento integrante da sociedade, interagindo e partilhando os mesmos direitos e deveres. A partir deste exercício de cidadania e conscientização, o indivíduo perceberá que as suas ações podem afetar os demais membros da sociedade, podendo obter um uso mais sustentável da água, garantindo assim que este recurso se mantém com qualidade e em quantidade adequada para as futuras gerações.


As futuras gerações agradecem

Regulamento do passatempo Bionz, na montanha com a Borealis

Para participar:
Para estar apto a participar no passatempo Bionz-Borealis e concorrer a uma atividade 12 Meses 12 Trilhos 12 Lendas (12M-12T-12L) do mês de Maio de 2019 da empresa Borealis na Serra D’arga, o participante deverá:

1º- Pôr like na publicação do passatempo na página do Instagram da Bionz;

2º- Pôr like na página do Instagram da Bionz;

3º- Mencionar 3 amigos nos comentários da publicação no Instagram da Bionz (apenas 3 amigos por comentário)

Cada participante pode concorrer quantas vezes quiser, sendo que quanto mais comentários, com 3 amigos marcados em cada, mais chances tem de ganhar pois cada comentário corresponde a uma entrada no passatempo.

O passatempo é válido de 14 de março de 2019 a 14 de abril de 2019.

O Vencedor :
Será feito um sorteio com os participantes que tiverem seguido os 3 passos obrigatórios do passatempo.
O Sorteio será feito de forma automatizada por um programa online de sorteios.
O vencedor será anunciado nas redes socias da Bionz, e a Bionz entrará em contacto via mensagem direta.

O vencedor será anunciado dia 15 de abril de 2019.

O Prémio:
O vencedor do passatempo ganhará uma atividade para 2 pessoas do programa 12 Meses 12 Trilhos 12 Lendas da empresa Borealis on Trekking (www.borealis.pt), que acontecerá no mês de Maio de 2019 na Serra D’Arga, em Arga de Cima.
Ganhará também 2 t-shirts com a marca da Bionz para usar no dia da atividade.
Um membro da equipa da Bionz irá participar no evento juntamente com os vencedores para certificar que tudo corre bem.

O Programa 12M-12T-12L:
O programa a ser sorteado é uma atividade de trekking (caminhada na montanha) com a empresa especializada, Borealis on Trekking, sendo que o vencedor deverá respeitar as regras de segurança estabelecidas pela empresa. Os detalhes do evento serão disponibilizados pela empresa Borealis numa data mais próxima do evento.
O evento poderá ser adiado caso as condições climatéricas não sejam propícias para a realização da atividade.
O programa inclui seguro de acidentes pessoais, lanche ao fim do trilho e um pin personalizado do evento do dia.

Transporte:
O vencedor deverá deslocar-se até um dos pontos de encontro do grupo da Borealis, um no Porto e outro em Braga, ou ainda diretamente no ponto de encontro principal que será disponibilizado pela empresa Borealis juntamente com os detalhes do evento.
Nos pontos de encontro serão organizadas boleias a fim de levar o mínimo de carros possíveis até ao local do trilho.

O dia a dia de um triatleta

O triatlo é, provavelmente, um dos desportos mais exigentes que existe consistindo em provas longas onde os atletas fazem um percurso de natação, um percurso de corrida e outro de bicicleta. Para alcançar a sua melhor performance, os atletas de triatlo são igualmente exigentes consigo próprios no que diz respeito à alimentação, ao cuidado do corpo e também nos seus treinos. Emanuel Matos, 45 anos, é triatleta há 10 anos e tem uma rotina diária rigorosa onde encaixa os treinos, a vida profissional e pessoal.

Um atleta que enfrenta um dia-a-dia com este nível de exigência, precisa de cuidados acrescidos no que diz respeito à sua recuperação. Descanso adequado com horas de sono necessárias e uma alimentação cuidada são fatores chave, a par do uso de peças de roupa que potencializem a recuperação muscular.

A Bionz está cá para ajudar, e acredita que um processo de recuperação muscular adequado e eficaz faz a diferença na performance de um atleta e distingue o melhor de entre os bons!

Veja o nosso vídeo e descubra mais sobre o dia-a-dia de um triatleta!

Como o frio influencia as dores musculares!

Com a chegada do Inverno, são muitos aqueles que se queixam das dores que sentem nos músculos e nas articulações. Nesse sentido, decidimos falar com um profissional de saúde para perceber de que forma o frio influencia as dores que sentimos.
André Oliveira é farmacêutico e, a par disso, jogador de rugby. Esclareceu-nos as nossas dúvidas e deixou ainda algumas recomendações importantes.

P: As pessoas queixam-se muitas vezes que com a chegada do Inverno chegam também as dores. Esta chegada das dores associada ao Inverno fica-se pela sabedoria popular ou há alguma base médica/científica por detrás disto?
R: Sim, a nível médico sabe-se que nesta altura com o frio, com as temperaturas mais baixas, se dá uma vasoconstrição (constrição dos vasos sanguíneos) que faz com que os tecidos fiquem retraídos e isso pode desencadear o processo de dor.

P: E no que diz respeito às dores musculares, estas são também potenciadas pelo frio?
R: Sim, são potenciadas porque com a vasoconstrição há a contração do músculo, existe menor circulação sanguínea, ou seja, vai ser mais difícil o sangue chegar às células e isso vai atrasar o processo de regeneração dos tecidos. Com isto, vamos ter o desencadeamento de uma dor e esta vai demorar mais tempo a passar.

P: O facto de o frio inibir a prática de exercício físico por parte das pessoas, faz com que a sua recuperação muscular seja mais difícil, devido ao músculo estar mais parado e aliado a essa vasoconstrição?
R: Sim, exatamente. Para além disso, não havendo tanta atividade física, aquilo que acontece é que há uma maior acumulação de ácido láctico e ácido úrico. Como também não temos uma circulação tão eficaz, as toxinas demoram mais a ser eliminadas e vão criando pontos de dor nas zonas onde se acumulam, nomeadamente também nas articulações.

P: E no que diz respeito à recuperação muscular no tempo frio? Há alguma diferença? Os músculos levam mais tempo a recuperar se o tempo estiver frio?
R: Sim, por experiência própria sei que os nossos músculos demoram mais a recuperar no tempo frio. Em primeiro lugar porque este tempo frio exige um aquecimento maior e mais prolongado antes de uma atividade física, representando desde logo um maior desgaste para os músculos. A par disto, se não houver uma atividade física regular, os músculos não vão estar preparados para este esforço adicional e há uma maior tendência ao aparecimento das lesões. A temperatura ideal do nosso corpo ronda os 36/37ºC e essencialmente em temperaturas abaixo dos 10ºC, temos mesmo de fazer um aquecimento que ajude o nosso corpo a estar preparado para a prática desportiva.

P: Nesse sentido o que recomenda para as pessoas combaterem estas dores musculares no tempo frio?
R: Recomendo o uso de equipamentos adequados e específicos para a prática desportiva. Ou seja, devemos sempre adequar a prática desportiva aos equipamentos que temos disponíveis, independentemente da época do ano. Nesse sentido, devemos utilizar peças que sejam termogénicas e que ajudam a manter a nossa temperatura corporal de forma a que se previnam as lesões e que seja possível fazer a atividade física sem se sentir desconforto.

P: E relativamente à alimentação, há algum cuidado que recomendes para ajudar a combater o frio e as dores?
R: Acima de tudo tentar consumir bebidas quentes que ajudam a aquecer o corpo, mesmo antes da atividade física para ajudar no aquecimento do corpo e ser assim mais fácil o nosso corpo desempenhar o processo físico. Um dos fatores que contribui para o aparecimento de dores, nomeadamente nas articulações, e que está relacionado com a alimentação, é o consumo de bebidas espirituosas (bebidas alcoólicas). Nesta altura do ano, principalmente as pessoas mais velhas, acabam por se fechar muito em casa e com o frio recorrem muitas vezes a estas bebidas pela sensação que estas provocam de “aquecimento”. O que acontece é que estas bebidas provocam uma acumulação de ácido úrico e isso depois acaba por resultar em dores nas articulações.

Deste modo, e seguindo as orientações dadas pelo André, recomendamos a todos os praticantes de desporto que tenham atenção especial ao processo de aquecimento antes da atividade física e também que apostem no consumo de bebidas quentes e de roupas especializadas que ajudam a conservar a temperatura corporal. Em seguimento com a última intervenção do Paulo, deixamos aqui o alerta para o consumo de bebidas alcoólicas que podem ser um estimulador ao aparecimento de dores musculares e articulares.

Produzido por:
Bionz