Leggings Pós-treino. Existem?

Reading time: 2 minutes

Leggings Pós-treino. Existem?

As roupas de compressão são utilizadas há muito tempo por atletas profissionais e amadores durante a prática de exercício físico. No entanto, o seu uso durante os períodos de descanso, à noite, está a tornar-se cada vez mais comum.
Alguns estudos indicam que atletas que dormem com roupas de compressão têm uma melhor recuperação muscular após o treino.
Os benefícios trazidos pelo uso destas roupas após o exercício traduzem-se em melhoria na recuperação da força muscular, menor perceção da dor após exercício, redução de inchaços dos músculos durante a recuperação, diminuição do lactato muscular e aumento da temperatura muscular, que favorece a regeneração celular.

A legging da BIONZ® é desenvolvida com tecido compressivo e incorporado por micropartículas desenvolvidas em laboratório capazes de irradiar infravermelho longo. O infravermelho longo, para quem não conhece, é capaz de aumentar a circulação sanguínea, diminuir inchaços e inflamações, diminuir o tempo de recuperação muscular e melhorar a aparência da pele devido à melhora da oxigenação celular.

Existem benefícios do uso destas leggings durante o treino?

Além do melhoramento na recuperação muscular após exercício, existem estudos que demonstram benefícios durante o treino.
A compressão do tecido das leggings aliado ao infravermelho longo durante a prática de exercício físico ajuda a retardar a fadiga, diminui o tempo de recuperação, ameniza a dor, além de reduzir a ocorrência de câimbras e lesões.
Também favorece o desempenho ao diminuir a vibração dos músculos, fazendo com que o atleta consiga otimizar a força aplicada em cada exercício.

Por serem de cintura subida, estas leggings ajudam a melhorar a postura e oferecem mais estabilidade à coluna apesar dos movimentos, aliviando possíveis dores nas costas, além de permitirem uma maior sustentação e proteção na zona lombar, aumentando o conforto e a segurança durante a atividade física.

Escrito por:
Eng. Micaela Rodrigues
(Engenheira Biomédica)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *