IVL® TECHNOLOGY NO ALÍVIO DA DOR

Reading time: 8 minutes

T-SHIRT COM IVL® TECHNOLOGY COMO COADJAVANTE NO TRATAMENTO DO ALÍVIO DA DOR

MEng, Eng.Biomédica M. G. Rodrigues*; PhD, MSc, Eng. Materiais F. J. C. Braga*
*BIONZ – Produtos para a Saúde Lda
RESUMO
TIZNO é definido como uma composição mineral biocompatível e como um irradiador de ondas electromagnéticas de infravermelho longo, quando estimulada por temperaturas de 36 oC ou acima (temperaturas do corpo humano). A aplicação desta biocerâmica na forma de micropartículas aderentes às fibras das roupas em contacto com o corpo já foi mostrada, em estudos clínicos e estudos científicos, uma eficácia elevada no alívio da dor, especialmente para dor lombar e cervical de origem muscular ou neuropática, e reduzindo também dores musculares e articulares. Sabe-se que o alívio da dor melhora a qualidade do sono. Tem-se informações que o processo de cicatrização dos tecidos é catalisado pelo aumento das atividades celulares estimuladas pela irradiação do infravermelho longo. O presente trabalho apresenta características físico-químicas da biocerâmica TIZNO num caso clinico onde estimula o equilíbrio térmico do corpo através da melhoria da circulação sanguínea conduzindo a resultados benéficos.
Palavras-chave: biocerâmica, infravermelho longo, alívio da dor.
  1. INTRODUÇÃO
As doenças neuromusculares representam um grupo de neuropatias que afectam a unidade motora do corpo, isto é, a estrutura celular dos neurónios, a sua extensão, a junção neuromuscular e / ou tecido muscular do esqueleto.
Roupas térmicas irradiadoras de infravermelho longo (IVL®) são conhecidas como uma ferramenta coadjuvante para o alívio de dores de origem neuromuscular, reduzindo inflamação e automaticamente os sintomas de dor, promovendo uma vibração molecular que aumenta o metabolismo dos tecidos, chamado bioestimulação. Esta radiação IVL  actua aumentando a permeabilidade da membrana celular, que favorece a troca de metabolitos com o meio extracelular e através da nutrição das células. Esta acção provoca efeitos sobre as mitocôndrias, favorecendo a síntese de adenosina-tri fosfato (ATP) e, consequentemente, estimulando a síntese de proteínas, como colagénio e elastina. Este processo também aumenta a divisão celular. O IVL estimula mediadores químicos e hormonas que atuam no controlo dos edemas, na neutralização do pH e na redução dos radicais livres de oxigénio na microcirculação, ou seja, aumento do metabolismo celular. (1 – 4)
A biocerâmica TIZNO, é uma irradiadora de infravermelho, que  incorporada em roupas (camisolas, luvas, calções, meias, curativos, etc…), permite a sua utilização em casa, no trabalho, e até mesmo durante o sono, de uma forma simples e não-invasiva , facilitando assim a vida diária do paciente. Evidências recentes afirmam que através do mecanismo de auto-regulação,  pode-se diminuir a dor, a inflamação e acelerar o processo de cicatrização em período pós-cirurgia, de forma a minimizar o uso de drogas e os seus efeitos colaterais. (15 – 18)
O objetivo deste trabalho é analisar as características do compósito BIOCERÂMICA TIZNO/fibra-têxtil  verificando a sua eficácia na dor cervical e lombar decorrente do esforço físico excessivo num paciente saudável com 32 anos.
  1. MATERIAIS E MÉTODOS.
T-shirts feitas de fibras têxteis algodão/elastano foram impregnadas com micropartículas da biocerâmica TIZNO (Tabela 1, Figura 1 e Figura 2) da empresa BIONZ – Produtos para a Saúde Lda, com o objetivo de serem  utilizadas como uma ferramenta auxiliar no alívio da dor.
Tabela 1 – Composição química da biocerâmica TIZNO.
Óxido
TiO2
ZnO
%
50
50
 
Figura 1 – Espectro de FTIR da biocerâmica TIZNO.
Figura 2 – Microscopia Eletrónica de Varrimento dos filamentos têxteis com micropartículas biocerâmica TIZNO.
 O paciente do sexo masculino saudável, com 32 anos, praticante assíduo da modalidade de crossfit apresentou dores lombares e cervicais após a prática do exercício onde se observou um esforço muscular excessivo. O protocolo aplicado a este caso seguiu as seguintes etapas principais:
1 – Permanência por 30 minutos do paciente sem T-shirt numa sala com temperatura controlada a 25 oC;
2 – Colocação da T-shirt  de algodão/elastano não contendo a biocerâmica TIZNO no paciente durante 30 minutos;
3 – O paciente foi despido da T-shirt sem a biocerâmica TIZNO e imediatamente obtida a termografia da região das suas costas (Figura 3 a);
4 – Após 30 minutos de descanso, o paciente desnudo colocou a T-shirt contendo a biocerâmica TIZNO nas suas fibras e assim permaneceu durante 30 minutos;
5 –  O paciente foi despido da T-shirt com a biocerâmica TIZNO e imediatamente obtida a termografia da região das suas costas (Figura 3 b);
6 – O paciente voltou a colocar a T-shirt com TIZNO por mais 12 horas.
Figura 3 – Termografia após ser retirada a T- shirt (a) sem a biocerâmica TIZNO e (b) com a biocerâmica TIZNO.
 As termografias foram obtidas através duma câmara FLIR C2 com sensibilidade térmica de aproximadamente 0,2 oC pela tonalidade de cor, usando uma escala colorimétrica do tipo paleta.
Os dados foram analisados comparando-se os valores de temperatura em cada região das costas do paciente, procurando a evidência de alteração de temperatura pela utilização da T-shirt com TIZNO estimulando o corpo a procurar um equilíbrio térmico.
Observação: Os ensaios sobre a biocerâmica TIZNO foram realizados no SEMAT da Universidade do Minho e protocolo termográfico do paciente foi realizado dentro das instalações da BIONZ – Produtos para a Saúde Lda.
3 RESULTADOS E DISCUSSÃO.
A avaliação clínica do protocolo estabelecido e descrito anteriormente mostra através das termografias (Fig 3 a e b) que houve um aumento da temperatura do corpo em algumas regiões das costas do paciente, e ao mesmo tempo, uma redução do gradiente entre os pontos mais frios e os pontos mais quentes. Esse efeito, somado ao sentimento do paciente após 12 horas de uso da T-shirt com a biocerâmica TIZNO, mostrou que as dores foram dissipadas muito mais rápido do que o habitual comprovando a eficácia da irradiação IVL promovida pelas micropartículas da biocerâmica TIZNO impregnadas nas fibras têxteis da T-shirt.
A radiação emitida pelo IVL  aumenta a permeabilidade da membrana e a concentração de cálcio na membrana celular e no citoplasma; o que biologicamente estimula a célula e favorece a troca de metabolitos dentro do meio extracelular. Actua também na mitocôndria, promovendo a síntese de ATP utilizado na contração muscular (3).
O sistema músculo-esquelético, também é beneficiado pelos efeitos do IVL, de modo que a sua aplicação leva a uma diminuição de espasmos musculares, bem como o relaxamento do músculo. A taxa metabólica pode sofrer um aumento de cerca de 13% para cada aumento de 1 oC na temperatura do tecido, e o aumento do metabolismo será maior na região em que a maioria do calor é gerado (2). Como resultado disto, ocorre a possibilidade de uma maior demanda em nutrientes e oxigénio conduzindo num aumento de produtos catabólicos, o que resulta na estimulação de libertação de substâncias, tais como endorfinas e encefalinas que proporcionam propriedades analgésicas semelhantes às da morfina.
A biocerâmica TIZNO em contacto com a pele sugere produzir uma vasodilatação das artérias que irrigam a pele e os músculos, facilitando o retorno venoso e reduzindo a pré-carga cardíaca.
  1. CONCLUSÕES.
  • A biocerâmica TIZNO mostra ser capaz de reflectir radiação infravermelho longo;
  • O compósito biocerâmica / têxtil usado nos tecidos BIONZ com IVL® Technology demonstrou ser capaz de ajudar o alívio da dor reduzindo o sentimento da mesma em menor tempo do que habitual.
  1. REFERENCES.
 Shojiro Inoué, Morihiro Kabaya; Biological Activities Caused by Far-Infrared
Radiation; Int J Biometerol, Vol. 33, pp. 145-150 (1989).
  1. Hideyoshi Toyokawa, Yoichi Matsui, Junya Uhara, Hideto Tsuchiya; Promotive
Effects of Far-Infrared Ray on Full-Thickness Skin Wound Healing in Rats, Exp. Biol.
Med., Vol. 228:724-729 (2003).
  1. Andréa Nazato Brenneisen dos Santos; Efeitos da Radiação no Infravermelho Longo
em Pacientes Portadores de Síndrome da Fibromialgia; Dissertação de Mestrado,
UNIVAP, 2006.
  1. Cline Medical Center: Hyperthermic Detoxification Therapy Using the Far Infrared
Sauna. Nanaimo, British Columbia, Canadá.
  1. Devezas TC, Silva PH. Irradiadores cerâmicos de infravermelho longínquo.
Aquecimento Industrial, vol.3, nº18: 26-31, 1991.
  1. Dover JS, Phillips TJ, Arndt KA: Cutaneous effect and therapeutic uses of heat with
emphasis on infrared radiation. J Am Acad Dermatol. 20(2Pt1):278-286, 1989.
  1. Gao Hong, Preparation Of Ultra-Pure (>99,999%) And Super-Fine Alumina Powders
By Sol-Gel Rout, Sci & Tech of Mater, china 1997.
  1. Gordon D.K., MD, DAVID BERBRAYER, MD. Effect of ceramic-impregnated
thermofluw gloves on pacients with Raynoud´s Sindrome: randomezed, placebo

Links:
T-Shirt Inteligente IVL 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *