O INFRAVERMELHO E AS VARIZES

Reading time: 6 minutes

Varizes

  1. Circulação sanguínea

As veias e artérias, assim como os capilares, constituem os vasos sanguíneos do sistema circulatório do nosso corpo. As artérias correspondem àqueles vasos que saem do coração e por isso estão sob alta pressão constantemente, dessa forma necessitam de uma parede mais espessa e elástica, a fim de manter uma pressão adequada para a oxigenação/nutrição das células. As veias são aqueles vasos que chegam ao coração e possuem uma característica, denominada complacência, a qual é capaz de suportar grandes volumes de sangue. Por esse motivo, algumas veias possuem válvulas para evitar o refluxo do sangue e, basicamente, quando há falência dessas válvulas formam-se as varizes. Quando essas válvulas se danificam e não conseguem abrir ou fechar completamente, o fluxo sanguíneo é alterado e a pressão nas veias aumenta.

  • Quais são os sinais de que as válvulas não estão a funcionar da maneira adequada?

Um deles é o aparecimento de varizes, que são veias superficiais dilatadas. Elas ficam assim porque o sangue não consegue ser bombeado.

Outro sinal é um inchaço no tornozelo no final do dia, isto acontece porque a deficiência apresenta-se quando estamos em pé. Ao deitarmos, o sangue flui normalmente. Durante o dia, devido à gravidade, o retorno do sangue é mais difícil, e a perna vai inchando. É um inchaço cíclico, porque piora ao longo do dia e melhora quando a pessoa se deita. A sensação de peso e cansaço nas pernas também é muito comum.

  1. O que são varizes?

 As varizes são veias superficiais dilatadas e tortuosas, mais frequentes nos membros inferiores. São a doença venosa mais frequente e afectam cerca de 10% da população, predominantemente do sexo feminino. As veias são os vasos sanguíneos responsáveis pelo retorno do sangue ao coração, proveniente dos diferentes órgãos e sistemas.

  • Quais são os diferentes tipos de varizes que existem?

Telangiectasias – vulgarmente chamados “derrames”. São pequenas veias que aparecem por baixo da pele e apresentam-se como pequenas linhas avermelhadas e sinuosas semelhantes a ramificações de uma árvore. Aparecem sem aviso e com maior frequência nas zonas das coxas, pernas e tornozelos.

Veias varicosas – Vulgarmente chamadas varizes são veias dilatadas, tortuosas e alongadas, de maior ou menor calibre e profundidade. Têm cor azulada/arroxeada e resultam da falência valvular e perda da tonicidade e elasticidade da sua parede.

  • O que causa o aparecimento de varizes?
  • Hereditariedade
  • Idade
  • Obesidade
  • Sedentarismo
  • Trabalhos que obriguem a estar muitas horas na mesma posição (tanto de pé, como sentado)
  • Gravidez
  • Roupa/Calçado muito justo
  • Obstipação (prisão de ventre)

 

  • Quais são os sintomas das varizes?

Os sintomas pioram quando a pessoas fica muito tempo em pé e melhoram com a elevação dos membros. A combinação entre varizes e insuficiência venosa cria um círculo vicioso: as varizes causam a insuficiência venosa e são agravadas pela mesma.

Os sintomas principais são a dor, de diversas características: cansaço, peso, cãibras, “formigueiros” e “comichão” nos membros inferiores acompanhados ou não de “inchaço”, especialmente nos tornozelos e pés, agravado no fim do dia e com a exposição prolongada ao calor.

Esta situação clínica é muito incapacitante, interferindo significativamente com a vida dos portadores nos domínios social, profissional e psíquico por estragar a imagem corporal e consequentemente a auto estima.

  • O que é Insuficiência Venosa?

A insuficiência venosa consiste numa anormalidade no funcionamento do sistema venoso. Desta forma, o sangue não retorna de forma adequada para o coração, trazendo consequências de gravidade variável.

A insuficiência venosa é uma condição muito comum. Em Portugal, cerca de 2 milhões de pessoas sofrem desta patologia que leva ao surgimento de varizes e outros problemas, podendo, em estado avançado, condicionar a qualidade de vida e até a mobilidade do doente.

As principais causas de insuficiência venosa são as varizes e a trombose venosa profunda.

  • O que é a trombose venosa?

A trombose venosa é a formação de coágulos no interior das veias. A imobilização, o aumento na capacidade de coagulação do sangue e a lesão dos vasos sanguíneos favorecem a formação de trombos. Estes trombos obstruem a passagem de sangue, aumentando a pressão no sistema venoso e dificultando o retorno do sangue ao coração. Como consequência, pode ocorrer insuficiência venosa.

  1. Quais são os tratamentos possíveis?

O tratamento da insuficiência venosa depende da gravidade dos sintomas, do tempo de evolução, e da causa.

As varizes podem ser tratadas através de medidas conservadoras que incluem: elevação dos membros inferiores, evitar ficar muito tempo em pé, evitar roupas apertadas e saltos inapropriados, e usar meias de descanso. Ou então recorrer ao uso da escleroterapia ou cirurgia se o estado das varizes já se encontrar mais avançado.

  • Meias de descanso?

Funcionam como um “dispositivo” capaz de fazer o sangue voltar contra a força da gravidade.

As meias de descanso farão uma pressão homogénea nas pernas e, com isso, o sangue vai circular com maior velocidade de volta ao coração. Podemos associar a meia a uma “bomba muscular”.

O indivíduo que tenha um histórico de varizes, que sofra de doença venosa crónica, que fique muito tempo em pé ou sentado, ou que faça viagens longas de avião (nas viagens com mais de 8 horas de duração, o sangue circula mais lentamente, por isso os tornozelos ficam inchados), é alguém que beneficiará com o uso de meias de descanso.

  • Meias de Descanso com Infravermelho Longo

As meias de descanso irradiadoras de infravermelho longo produzem comprimentos de onda na ordem dos 3 a 14 µm. Os comprimentos de onda nesta faixa mostram que existe:

  • Alívio da dor nas articulações.
  • Redução de inflamações e inchaços.
  • Melhora a circulação sanguínea.
  • Promove a regeneração e cicatrização de feridas.
  • Relaxa os músculos e evita espasmos.

As meias de descanso com infravermelho longo funcionam particularmente bem para pernas perturbadas e pode ser usado para varizes e lesões.

  1. Que medidas de prevenção devem ser tomadas?

Não existe um tratamento específico, capaz de curar a insuficiência venosa. Este é mais um motivo que reforça a importância de prevenir a sua formação.

  • Praticar exercícios físicos moderados regularmente, evitando peso excessivo nas pernas.
  • Evitar longos períodos em pé ou parado.
  • Evitar ficar muito tempo sentado sobretudo em cadeiras de rebordo duro, ou cruzar as pernas.
  • Evitar banhos muito quentes.
  • Fazer movimentos com as pernas frequentemente.
  • Em períodos de muito calor massajar as pernas com um duche frio (2 minutos), de baixo para cima.

Escrito por: Eng. Micaela Rodrigues (Eng. Biomédica)

Fontes:

http://vasculardisease.org/flyers/chronic-venous-insufficiency-flyer.pdf

https://www.saudecuf.pt/mais-saude/doencas-a-z/varizes

http://tecsaugem.blogspot.pt/2014/12/varizes.html

http://www.angiologista.com/varizes.pdf

https://www.cirurgia-vascular.pt/varizes

http://thrombocid.pt/gel/varizes/

http://www.tratamentodevarizes.com/como-prevenir/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *